LOJA VIRTUAL - ANGELINICOINS

Ir para o Conteúdo Principal »

Busca no Site

Você está agora em:

1. Marco Antonio & Otavianus - Segundo Triunvirato

Mais Visualizações

1. Marco Antonio & Otavianus - Segundo Triunvirato

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Esgotado

R$3.400,00

Descrição Rápida

República Romana - Segundo Triunvirato - Marco Antonio & Otavianus - Valor: AR Denárius - Período: 41 a.C. - Material: Prata - Conservação: MBC

Descrição do Produto

República Romana - Segundo Triunvirato - Marco Antonio & Otavianus - Valor: AR Denárius - Período: 41 a.C. - Material: Prata - Conservação: MBC - Peso: 3,6 gr - Diâmetro: 18 mm - A/ Busto de Marco Antonio - M.ANTON.IMP.AVG.III.VIR.RPC.M.BARBAT.Q.P - R/ Busto de Otavianus - CAESAR.IMP.PONT.III.VIR.RPC. - M. Barbatius Pollio - Quaestor Pro Praetore - Ephesus Mint O segundo triunvirato foi estabelecido em 43 a.C., na República Romana, entre Marco Antonio, Otávio e Lépido e durou até 33 a.C. Ao contrário do primeiro triunvirato, um acordo informal entre Júlio César, Pompeu, o Grande e Marco Licínio Crasso, este triunvirato foi uma aliança política formal. Com o nome oficial de Triunviros para a Organização do Povo, foi legislado pela Lex Titia e aprovado pela Assembléia do Povo, conferindo poderes universais aos três homens por um período de cinco anos. A constituição do segundo triunvirato justificou-se em função da crise sem precedentes que se seguiu ao assassinato de Júlio César nos Idos de Março de 44 a.C. Otaviano então com cerca de 20 anos era filho adotivo de César e Marco Antonio e Lépido dois dos seus comandantes de maior confiança ambicionavam poder e vingança. A primeira ação dos triúnviros foi a de eliminar todos os homens que conspiraram contra César - Cícero, Bruto e Cássio que se refugiaram na Grécia, objetivando reorganizar-se par retomar o poder em Roma. Em 38 a.C. o acordo foi renovado por mais cinco anos, mas as relações entre os três estavam longe de ser amigáveis. Lépido é afastado do poder de Roma. Marco Antonio posiciona seu exército no Egito, enquanto que Otaviano prepara o cerco para atacá-lo com todas as armas. Finalmente em 33 a.C., o triunvirato chega ao fim quando Marco António e Otaviano entram em guerra. Na Batalha de Áccio (31 a.C.) o exército de Otaviano triunfa. Marco Antonio e Cleópatra, a rainha do Egito, se suicidam. Com a vitória sobre seus oponentes, Otaviano retorna a Roma para governar sozinho. Em 27 a.C. recebe o título de Augusto dando inicio ao Império Romano.

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não possui produtos no carrinho.

Comparar Produtos

Você não tem itens para comparar.